sábado, 16 de outubro de 2010

Linha direta com o ALÉM




Linha direta com o ALÉM

Sonia Rinaldi ensina a falar com o Além

PAULO ROBERTO VIOLA (PARA REVISTA ALÉM DA VIDA)

A conversa de pessoas encarnadas com Espíritos, através de aparelhos eletrônicos, utilizados com recursos especializados para esse fim - fenômeno que se denomina transcomunicação instrumental - encontra no Brasil um trabalho científico pioneiro do qual Sonia Rinaldi é uma das maiores expressões. Autora de sete livros, ela ocupa o cargo de Presidente da Associação Nacional de Transcomunicação, instituição que fundou em 1990, hoje com quase 2000 associados. Sonia, que é também conferencista e articulista, muito respeitada no Exterior - onde mantém laços estreitos com transcomunicadores notáveis - tem perto de vinte anos de estudo e investigação, acumulando mais de cinqüenta mil gravações. Por suas pesquisas em 1995 e 1997 foi agraciada duas vezes com o prêmio internacional Hedri Prize, da Fundação Suíça de Parapsicologia. Espírita convicta, a famosa pesquisadora declarou em uma de suas entrevistas: “meu ângulo de visão será sempre o do enfoque do Espiritismo Científico. Lembramos que Kardec estabeleceu uma base tríplice para a Doutrina Espírita, ou seja, os aspectos religioso, filosófico e científico. Tratamos mais especificamente do terceiro, ou seja, o científico”. De São Paulo, onde é radicada, Sonia Rinaldi falou ao repórter da Revista Além da Vida: "Já fizemos mais de 350 telefonemas para o outro lado - técnica essa que desenvolvemos com o apoio da espiritualidade.”

Revista Além da Vida - Como surgiu em você o interesse pela pesquisa da transcomunicação instrumental? Você já acreditava, antes, em comunicação entre os Espíritos?
Sonia Rinaldi - Antes de me interessar pela transcomunicação, por volta de 1988, eu já havia trabalhado como médium em centro espírita, aqui em São Paulo - conseqüentemente, sabia da realidade do intercâmbio entre planos. Freqüentando o Instituto Brasileiro de Pesquisas Psicobiofísicas - IBPP, soube que na Europa, pessoas estavam gravando vozes de Espíritos, e isso apontava para uma possibilidade de algo muito mais "comprovável" do que tudo que eu já havia visto. Como sou do tipo São Tomé... isso viria a calhar. De fato, isso se tornaria uma realidade nos anos que se seguiram, quando podemos ver o tema "sobrevivência após a morte" investigado pela Ciência, justamente porque a transcomunicação permite uma sistemática de documentação e coletânea de provas que outros fenômenos não possibilitam.
Revista Além da Vida - Qual a experiência mais espetacular e convincente da autenticidade do fenômeno de que você participou?
Sonia Rinaldi - Cada gravação traz particularidades que só familiares do falecido conhece, e isso é surpreendente. Seriam inúmeros casos. Vão desde terem os nossos comunicantes espirituais dado a "senha de banho" de um visitante presente, até trazerem imagens de falecidos em vídeo, que permanecem por vários minutos na tela, com qualidade impressionante. Mas para narrar um caso bem recente, tivemos a visita de um diretor do programa da Ana Maria Braga em nosso laboratório, há poucos dias. Ele perdeu a irmã e sonhava em ouvi-la. No dia que antecedeu à visita já marcada, fiz uma gravação e uma das diversas respostas foi: "Estou com a Hanna" e em seguida "Uma prova, chama a atenção". Coloquei essa e outras gravações da véspera numa pasta no computador e esqueci desse áudio. No dia seguinte, já com a presença do Rômulo e a esposa, que o acompanhava, comentei que na véspera eu havia feito contatos e que haviam alguns de clareza ímpar. Abri a pasta de arquivos no computador e coloquei uns três áudios. Nisso a esposa pergunta: -"Esse arquivo que diz "Hanna"... poderíamos ouvir?" Abri imediatamente, e eis que o casal ficou atordoado. Não apenas reconheceram a voz da irmã falecida do Rômulo, mas confirmaram que Hanna, nome tão incomum, era a sobrinha adorada dela. E ainda, havia o detalhe de confirmarem que "uma prova, chama a atenção". Isso demonstra que ocorreu um processo inteligente, coerente e com identificação de voz.
Revista Além da Vida - O cientista Ricardo Molina, da Unicamp, embora afirmando, em matéria publicada na mídia, que jamais participou de uma experiência de transcomunicação, contesta o fenômeno, alegando que "não há como comprovar a voz de um morto". Que réplica você oferece a esse tipo de argumento ?
Sonia Rinaldi - Ele é um cientista respeitável, e certa vez, à pedido do programa Fantástico, ele analisou vozes nossas e disse em público: "Só posso afirmar que são vozes... mas não posso dizer se é de vivo ou morto". Sob o ponto de vista científico ele se posicionou corretamente. Ocorre que, sonoramente falando, ambas as vozes são iguais, de vivo ou falecido. Foi-se o tempo em que Voz Paranormal era sinônimo de chiado e de difícil compreensão. Avançamos tanto que hoje em dia, só de ouvir, é impossível se dizer se a voz é de falecido. Ocorre que, softwares de análises, como os que usamos atualmente, permitem o detalhamento de característica das vozes, matematicamente investigadas. Trabalhamos com alguns cientistas, dentre eles, o físico Claudio Brasil, que já analisou mais de 500 de nossas Vozes. Ele detectou peculiaridades nessas vozes que as diferenciam, apenas matematicamente, das vozes humanas. O ouvido humano não tem capacidade para captar esses detalhes, mas a informática tem. Possivelmente, o doutor Ricardo Molina, não tardará a acompanhar essas pesquisas.
Revista Além da Vida - Você afirma que o Espiritismo fortaleceu o pilar religioso em detrimento do científico, tornando complicada a simples aceitação da transcomunicação no meio espírita. Como assim, se Kardec afirmou que se uma verdade nova se revelar (pela ciência), o Espiritismo a aceitará (Gênese, 1º capítulo, 55).
Sonia Rinaldi - Uma coisa é o que Kardec propôs e outra é o que os centros espíritas fazem. Ele não afirmou que o Espiritismo teria três pilares, o religioso, o filosófico e o científico? Em que centro espírita é feito qualquer tipo de investigação, ou pesquisa, tal e qual era feito nos tempos dele? Além de ficarem estudando aquilo que já está publicado há um século e meio, onde estão os novos avanços trazidos pelos espíritas? Ou os Espíritas ficarão aguardando que cientistas é que se interessem em comprovar se o Espírito existe ou não? Para eles, não existe e ponto. A iniciativa de alimentar o Espiritismo com evidencias e provas que o validem - diferentemente de outras religiões que não conseguem provar os dogmas que estabelecem - deveria ser dos espíritas. Cadê isso? Kardec fez isso, e de certo esperava que esse ângulo, o científico não fosse esquecido. Mas na prática, o que se vê é muita ajuda social, estudo do que já existe e a busca da melhoria interior. Isso é filosofia e religião, mas não é o pilar científico. Com raras exceções, isso nem faz parte da Doutrina. Conheço uns três ou quatro pesquisadores: O doutor Sergio Felipe, que pesquisa a glândula pineal como fator de link com o plano espiritual; o doutor Tubino, da Unicamp que pesquisa ectoplasmia e outros poucos. Os centros espíritas se mantém distantes das pesquisas científicas.
Revista Além da Vida - O preconceito religioso, em geral, tem prejudicado o avanço científico nessa especialidade?
Sonia Rinaldi - Uma coisa é prejudicar e outra é se manter ao largo. O meio espírita não prejudica em nada, nem minhas pesquisas, nem a dos colegas que citei acima. Mas por outro lado, não apóia, não incentiva, não absorve. Passam ao largo. Enquanto outras religiões e seitas deslancham na TV e Rádio... angariando mais e mais adeptos, graças às promessas de fortuna etc... os espíritas ficam passivamente vendo a banda passar. No último senso, o número oficial de espíritas era de 3 milhões. De evangélicos, já era de 12 milhões. É uma irresponsabilidade dos espíritas não apoiar a comprovação definitiva de que a morte não é o fim e que se deve ter mais responsabilidade na presente existência. A não-ação dos espíritas, favorece o deslanche de seitas que nos agridem e que posam de Verdade. Penso que o meio espírita será mais tarde cobrado pelo que deixou de fazer.
Revista Além da Vida - Que avanços se tem registrado para explicar o fato de que as vozes do Além somente ocorrem quando se interrompem a fala dos participantes encarnados?
Sonia Rinaldi - Isso denota um princípio inteligente. Significa que eles nos ouvem, sabem quando paramos de falar e respondem coerentemente.
Revista Além da Vida - Consta que você obteve o primeiro laudo internacional confirmando a transcomunicação. Como foi para obter esse documento?
Sonia Rinaldi - Já fizemos mais de 350 telefonemas para o "outro lado" - técnica essa que desenvolvemos com o apoio da espiritualidade. Numa dessas gravações, uma mãe que perdeu uma jovem, a Edna, falava normalmente, quando a moça respondeu com tanta limpidez na voz, que nos ocorreu enviar para análise. Por sorte, a mãe, Cleusa, tinha a voz da Edna quando viva, deixada numa secretária eletrônica, de forma que pudemos enviar as suas amostras. A voz em fita da Edna, quando viva, e a voz paranormal, gravada no telefonema, a ver se eram da mesma pessoa. Enviamos para Itália, para nossos colegas Engenheiro Paolo Presi, e Engenheiro Daniele Gullá, que fazem parte de um centro de pesquisas, em Bologna. O instituto do qual fazem parte é o "IL Laboratorio", que vem se especializando em análises de áudios e imagens paranormais. Foram seis meses de trabalho para comparar ambas as amostras, usando um software empregado pelo FBI americano. A conclusão foi taxativa, num laudo com 52 páginas: ambas as vozes eram da mesma pessoa.
Revista Além da Vida - A transcomunicação buscada sem o conhecimento especializado do assunto pode trazer conseqüências negativas? De que tipo?
Sonia Rinaldi - Não tenho noticias de qualquer tipo de problema enfrentado por pessoas que pratiquem as gravações. Geralmente são pessoas que perderam um ser querido, e independentemente de serem espíritas ou não, gravam e obtém contatos. Claro que gravações não devem ter o teor de brincadeira, mas acho difícil alguém brincar com isso.
Revista Além da Vida - Sabemos que qualquer pessoa pode participar da experiência. Em rápidas palavras, o que precisa para alguém iniciar-se nessa prática?
Sonia Rinaldi - Basicamente um computador... e saber manusear programas de gravação. Tudo isso ensinamos no nosso recente livro "Gravando Vozes do Além" (que não está em livrarias). Publicamos esse livro com o objetivo de ensinar o leitor a gravar, justamente porque são milhares de pessoas que nos procuram porque sofrem pela perda de alguém querido e nos é impossível, atender nem 5% delas. O jeito foi ensinar, e é surpreendente como iniciantes vão obtendo bons resultados. Como esse nosso sétimo livro tem o objetivo de nos apoiar na compra de equipamentos, somente nós o vendemos. Caso o leitor se interesse é só visitar: http://www.ipati.org
Revista Além da Vida - Que outra eventual finalidade prática teria a transcomunicação, além de comprovar a imortalidade da alma?
Sonia Rinaldi - A transcomunicação permite provas que outros fenômenos não permitem; fenômenos subjetivos não são passíveis de serem estudados cientificamente; as imagens dos falecidos que já estamos recebendo, endossam a literatura espírita; mostram que vida do "outro lado" segue normal, sem anjos esvoaçantes etc... e claro, traz um consolo que muitas vezes não se consegue por outros recursos. Ouvir a voz do falecido querido e vê-lo, é algo que só a transcomunicação possibilita. Mais que isso: sabemos que estamos em contatos com diversos planos dimensionais - que ainda podem trazer informações e avanços que sequer sonhamos. Há que se fazer... Ou merecer.

SAIBA MAIS SOBRE O RECENTE LIVRO DE SONIA RINALDI - O sétimo livro de Sonia Rinaldi, "Gravando vozes do além", traz como marca principal o detalhamento das técnicas que efetivamente funcionam para se gravar contatos com o "outro lado da vida". Além do rico capítulo sobre a forma avançada de registrar esse intercâmbio, também trás vasta casuística, como o livro anterior. Isso foi possível porque nesses anos de pesquisa, Sonia Rinaldi reuniu centenas de pessoas interessadas, que, aprendendo as técnicas para gravar passaram a obter seus próprios resultados de contatos com os falecidos. O que Sonia fez foi enfeixar os casos mais interessantes e apresentar ao leitor uma ampla visão desse fantástico fenômeno que é a Transcomunicação Instrumental - TCI, ou seja, o contato com aqueles que partiram dessa existência e se comunicam por aparelhos eletrônicos. O objetivo desta obra não é apenas relatar tais experiências, mas, demonstrar que o contato com os mortos é mais acessível do que se imagina. Seus dezessete anos à frente de uma das maiores associações de transcomunicadores do mundo, lhe asseguram essa assertiva, pois desde que se conheça a técnica correta e se conduza com a respeitabilidade que o tema merece, dentro de parâmetros morais e éticos, o sucesso é certo. Esta obra vem para preencher uma lacuna pois desde que se introduziu o uso do computador para as gravações de "vozes paranormais", os avanços se aceleraram, e nada há publicado com orientações que se valham dos recursos que a tecnologia atual possibilita. “Gravando vozes do além” trás isso, ou seja, o passo a passo para que o Leitor vivencie por si, essa realidade. (fonte: http://www.ipati.org)

Os Demais Livros de Sonia Rinaldi
1. “Missão Alpha I” – Editora O Clarim, 1987.
2. “Transcomunicação, contatos com o Além por vias técnicas” – Editora FE, 1996.
3. “Transcomunicação, Espiritismo e ciência” – Editora DPL, 2000.
4. “Contatos interdimensionais”– com CD de vozes paranormais - Editora Pensamento, 2000.
5. “Espírito: o desafio da comprovação” – com CD de vozes paranormais - Editora Elevação, 2000.
6. “O Além da esperança” – com CD de vozes paranormais - Editora Imag&Ação – 2000.
7. “Gravando vozes do Alem” – com CD de vozes paranormais – Editora Imag&Ação – 2005.

Conheça o trabalho de Sonia Rinaldi...



- Posted using BlogPress from my iPhone

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Dedos da mão



Há dias em que queremos matar, matar tudo o que respira, tudo o que transpira vida, tudo o que é sorriso, tudo o que é alegria. Tudo a nossa frente, tudo o que se move, tudo o que sobe, tudo o que alegra e também o que padece. Tudo o que comove, tudo o que consome nosso sono e nosso olhar, nossos medos, nossas alegrias. A ira e a desesperança querem arrastar tudo em um imenso dilúvio a sua frente.

Há dias em que queremos morrer, morrer mil mortes, morrer e levar junto tudo o que não temos, tudo o que queremos, tudo o que vemos . Morrer infinitamente, morrer sempre, em todos os lugares e em todos os momentos. Essa é a morte da tristeza, da entrega e do abandono.

Há dias ambiguos dentro de nossa natureza ambigua, nesses dias queremos matar mas também queremos morrer, até termos a satisfação que nada restou, tudo se dizimou, se consumiu, voltou ao pó, só então podemos morrer e descansar em paz.

Há pequenos dias de alegrias: o sorriso de alguém que se ama ou mesmo que se gosta, uma palavra, um olhar, uma companhia, um carinho, esses dias contamos nos dedos de uma mão.

domingo, 15 de agosto de 2010

Nossa Senhora da Gloria





Grande sinal apareceu no céu: uma mulher que tem o sol por manto, a lua sob os pés, e uma coroa de doze estrelas na cabeça" (cf. Ap 12,1).
Meus queridos irmãos,

Admirável alegria a festa que neste domingo, exatamente o domingo dia 15 de agosto, estamos celebrando: A ASSUNÇÃO DA BEM-AVENTURADA VIRGEM MARIA, NOSSA MÃE E SENHORA.

Nesta festividade se recorda a presença admirável da Virgem Maria na vida dos fiéis católicos, que em Nossa Senhora veem, ao mesmo tempo, a glória da Santa Igreja e a prefiguração de sua própria glorificação. A festa tem uma íntima dimensão de solidariedade dos fiéis com aquela que é a primeira e a Mãe dos fiéis cristãos. Daí a facilidade com que se aplica a Santíssima Virgem o texto de Apocalipse 12, conforme nos exorta a Primeira Leitura, originariamente uma descrição do povo de Deus, que deu à luz o Salvador e depois refugiou-se no deserto (a Igreja perseguida do primeiro século) até a vitória final do Cristo. Assim o Livro do Apocalipse (cf. Ap 11,19a;12,1-6a.10ab) nos apresenta o sinal da Mulher – Aparece no céu a Mulher que gera o Messias; as doze estrelas indicam quem ela é: o povo das doze tribos, Israel, mas não só o Israel antigo, do qual nasce Jesus; é também o novo Israel, a Igreja, que deve esconder-se da perseguição, no primeiro século depois de Cristo, até que, no fim glorioso, Cristo Ressuscitado possa revelar-se em plenitude. Maria assunta ao Céu sintetiza em si, por assim dizer, todas as qualidades deste povo prenhe de Deus, aguardando a revelação de Sua glória.


O momento da Anunciação de Nossa Senhora, que significa para nós católicos que a Virgem Maria é conduzida por Deus, de corpo e alma, para junto de seu Filho amantíssimo, na glória celeste, é cantado e celebrado com grandes galas pelo povo cristão, sendo para nós um santo mistério, o mistério da Encarnação de Deus.


Esta festa é considerada festa da nova criação. Isso porque, com a vinda do Filho de Deus em carne humana, Jesus se tornou a primeira de todas as criaturas, a cabeça de todos os seres vivos e n'Ele todas as criaturas foram regeneradas. A primeira criação ficou marcada pela desobediência. A segunda criação, por conseguinte, ficou marcada por um forte "sim" obediencial.


A morte nos veio por Eva, e a vida nos veio pela Santíssima Virgem Maria. Sim, a Anunciação celebra o início da nova criação, da nova vida, vida que ultrapassa o tempo da velha criação e jorra para dentro da eternidade de Deus.


O Altíssimo pediu a Maria o seu consentimento para que concebesse o Seu Filho Jesus. Nossa Senhora, assim, com seu FIAT, com o seu SIM, se tornou a Mãe do Doador da Vida, Aquele que é a Vida, e não apenas uma vida temporal, mas a vida eterna, as alegrias sem fim.

E a Virgem Maria deu o seu decidido "sim", tornando-se não só um instrumento passivo de Deus, mas também cooperadora do mistério da salvação. Maria Santíssima, a servidora, que sob seu Filho e com seu Filho, de toda a nova humanidade, é chamada à comunhão eterna com Deus.


Em Maria, o Todo-poderoso tem espaço para operar maravilhas. Em compensação, os que estão cheios de si mesmo não O deixam agir e, por isso, são despedidos de mãos vazias, pelo menos no que diz respeito às coisas d'Ele. O Filho de Maria coloca na sombra os poderosos deste mundo, pois enquanto estes oprimem, ela salva de verdade.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Questão de fé


Que o suceder de nossa vida não seja apenas um aglomerado, um passar de dias ociosos, fulteis, vazios de significado.
Que cada hora de nossa vida seja o agradecimento da oportunidade que nos está sendo dáda.
Não importa a situação que ocupemos nesta vida na Terra: O grande executivo, o simples operário, a criatura humilde que passa despercebida de todos.Temos o nosso papel de importancia máxima no desenrolar da vida.

Não usemos a palavra como punhal para ferir, retalhar e destruir corações, causando magoas, odios e resentimentos.Que a nossa palavra seja o balsamo para aliviar a opressão, a tristeza, a escuridão que tantas vezes oprime os corações.

Quem ama ...



Quem ama nada exige.
Perdoa sem traçar condições.
Sabe sacrificar-se pela felicidade alheia.
Renuncia com alegria ao que mais deseja.
Não espera reconhecimento.
Serve sem cansaço.
Apaga-te para que outros brilhem.
Silencia as aflições, ocultando
as próprias lágrimas.
Retribui o mal com o bem.
É sempre o mesmo em qualquer situação.
Vive para ser útil aos semelhantes.
Agradece a cruz que leva sobre os ombros.
Fala esclarecendo e ouve compreendendo.
Crê na Verdade e procura ser justo.
Quem ama, qual o samaritano anônimo
da parábola do Mestre,
levanta os caídos da estrada,
balsamiza-lhes as chagas, abraça-os
fraternalmente e segue adiante...


Chico Xavier

terça-feira, 3 de agosto de 2010

É a vida!




Quantas vezes nós pensamos em desistir,
deixar de lado, o ideal e os sonhos;
Quantas vezes batemos em retirada,
com o coração amargurado pela injustiça;
Quantas vezes sentimos o peso da responsabilidade,
sem ter com quem dividir;
Quantas vezes sentimos solidão,
mesmo cercado de pessoas;
Quantas vezes falamos, sem sermos notados;
Quantas vezes lutamos por uma causa perdida;
Quantas vezes voltamos para casa com
a sensação de derrota;
Quanta vezes aquela lágrima, teima em cair,
justamente na hora em que precisamos
parecer fortes;
Quantas vezes pedimos a DEUS
um pouco de força,
um pouco de luz;
E a resposta vem, seja lá como for,
um sorriso, um olhar cúmplice,
um cartãozinho, um bilhete, um gesto de amor;
E a gente insiste;
Insiste em prosseguir, em acreditar,
em transformar, em dividir,
em estar, em ser;
E DEUS insiste em nos abençoar,
em nos mostrar o caminho:
Aquele mais difícil,
mais complicado, mais bonito.
E a gente insiste em seguir,
por que temos uma missão...

SER FELIZ...

quinta-feira, 13 de maio de 2010

A Força da Fé


Vou buscar, meu Deus,
nem que em águas distantes,
nem que preciso for mover céus e terras estranhas,
desbravar as matas,
enfrentar perigos angustiantes,
lutar sem armas, galgando as mais altas montanhas.

Vou buscar, Senhor,
um porto novo e seguro,
onde o barco de minha vida ancore com firmeza,
onde meus pés não encontrem
caminho impuro
e os meus anseios se emoldurem pela natureza.

Vou buscar, Senhor,
esta paz tão almejada,
expandindo todo o ser que meu peito habita.
Vou em busca da quimera
por demais sonhada
e chegar até onde meu caminhar permita.

Vencerei as angústias
de perguntas sem respostas.
Inverterei o rumo que não me foi destinado.
Despojada do fardo
que pesava em minhas costas,
seguirei tranqüila ao amanhã tão esperado!

Levarei, Senhor,
comigo somente os sonhos
eivados de esperança e do verdadeiro amor.
Deixarei para trás
os restos tristonhos
de um passado sem vida, sem rumo, sem cor...

Paz ...

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Somente Hoje




SOMENTE HOJE
Manoel Monteiro

Hoje - a luz do presente!...
Dia como este dia, em toda a vida
Terás este somente.
Recorda isso
E atende a todo bem
Que desejes fazer;
Prestação de serviço
Em socorro de alguém,
Atenção no dever,
Felicidade e paz, esperança e carinho
Que aspires a plantar em lances do caminho,
Alegria, favor,
Dádiva que pretendas ofertar,
Relações que precises recompor,
Gentilezas no lar,
Trabalho, o mais singelo e aquele que mais custe,
Revisão, reajuste,
Corrigenda, perdão,
Provas de estima e consideração,
Apoio espiritual em simples frases
Nas tarefas que abraces e abençoes...
Que nada disso atrases,
Nem deixes que fazer para depois;
Porque o tempo não volta,
Contando sempre aquilo que se fez...
E dia igual a hoje
Só terás uma vez.

(Do livro Correio Fraterno, Francisco Cândido Xavier)



- Posted using BlogPress from my iPhone

quarta-feira, 28 de abril de 2010

A natureza e perfeita

De dentro do aviao rumo a Brasilia, podemos perceber a beleza e a poesia que ha no ceu... São misterios da natureza!



- Posted using BlogPress from my iPhone

domingo, 25 de abril de 2010

quarta-feira, 7 de abril de 2010

É a mais pura verdade


Nasceste no lar que precisavas,
Vestiste o corpo físico que merecias,
Moras onde melhor Deus te proporcionou, de acordo com teu adiantamento. Possuis os recursos financeiros coerentes com as tuas necessidades, nem mais, nem menos, mas o justo para as tuas lutas terrenas.

Teu ambiente de trabalho é o que elegeste espontaneamente para a tua realização. Teus parentes, amigos são as almas que atraístes, com tua própria afinidade. Portanto, teu destino está constantemente sob teu controle.

Tu escolhes, recolhes, eleges, atrais, buscas, expulsas, modificas tudo aquilo que te rodeia a existência. Teus pensamentos e vontades são a chave de teus atos e atitudes... São as fontes de atração e repulsão na tua jornada vivência.

Não reclames nem te faças de vítima. Antes de tudo, analisa e observa. A mudança está em tuas mãos. Reprograme tua meta, busque o bem e viverás melhor.

" Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim ".

BENÇÃO :


ESTAREI COM DEUS
PASSAREI PELA TUA CASA E
LEVAREI TODOS OS TEUS PROBLEMAS.

Francisco Cândido Xavier

Mensagem


Não estrague o seu dia. A sua irritação não solucionará problema algum...
As suas contrariedades não alteram a natureza das coisas....
Os seus desapontamentos não fazem o trabalho que só o tempo conseguirá realizar... O seu mau humor não modifica a vida...
A sua dor não impedirá que o sol brilhe amanhã sobre os bons e os maus...
A sua tristeza não iluminará os caminhos...
O seu desânimo não edificará a ninguém....
As suas lágrimas não substituem o suor que você deve verter em benefício da sua própria felicidade...
As suas reclamações, ainda mesmo afetivas, jamais acrescentarão nos outros um só grama de simpatia por você...
Não estrague o seu dia... Aprenda, com a Sabedoria Divina, a desculpar infinitamente, construindo e reconstruindo sempre para o Infinito Bem.
Muita energia positiva para você.

Pensamento


- Tudo tem seu apogeu e seu declínio...
É natural que seja assim, todavia, quando tudo parece convergir para o que supomos o nada, eis que a vida ressurge, triunfante e bela!...
Novas folhas, novas flores, na infinita benção do recomeço!...


(Francisco Cândido Xavier)

segunda-feira, 8 de março de 2010

Dia Internacional da Mulher


Todo o esforço e a luta do seu dia a dia jamais serão suficientes
para poder enfraquecer-te, mas sim e tão somentepara dia após dia,
exaltar com mais nobreza ainda a grandiosidade do teu lindo ser.

Para você mulher tão especial...

FELIZ DIA INTERNACIONAL DA MULHER!!!